Casos de sucesso

You are here

Sat HD: re-evolução no monitoramento agrícola

Webinar: "Solução Sat HD – A Re-evolução no monitoramento das culturas"
Realizado: segunda-feira, 19 setembro às 14:00.
 
Tópicos:
  • Usando imagens de média e alta resolução para o monitoramento da safra - Princípios básicos para ir da imagem de satélite até decisões de campo.
  • Nanosatelites Planet: monitoramento com frequência e resolução sem precedentes.
  • Exemplos de aplicações possíveis, tais como apoio para o monitoramento de plantas daninhas, pragas e doenças, apoio às decisões de ressemeadura,
    fertilização corretiva durante o ciclo da cultura, estimativa de rendimento, entre outros.
 
Apresentadores: 
Fabiano Paganella (Diretor Plantec - Parceiro Regional GeoAgro) 
Mauricio Meira (Executivo de contas Planet para a América Latina)
 

 

Fazer AP: a diferença entre ganhar e perder

Cliente: Eng. Hernán Harispe - Tres Arroyos, Bs. As.  
Caso:Gestão por macro e microambientes con taxa variável
Ano:2014
Chaves:agricultura de precisão, taxa variável em trigo e aveia, rentabilidade

 

Eng. Agrônomo Hernán Harispe é um consultor na área de Tres Arroyos, prov. de Buenos Aires. 4 anos de execução dos processos de gestão para ambientes que utilizam ferramentas de SIG, mapas e serviços GeoAgro por TEK.
 
Em uma entrevista com o programa de Agro TV discute sua experiência, enfatiza os benefícios desta inovação e garante que há equívocos sobre a implementação e, na prática, é muito mais simples e vantajoso do que acredita-se.
 
"É uma pena que não se aplica esta tecnologia, porque ele está disponível, tem muitas virtudes, faz você economizar em insumos para melhor distribuição e faz você ganhar mais nas partes boas (...) sem equívoco acho que estamos entre 70 e US $ 80 de melhoria da margem bruta, pelo que eu estou economizando para cima e eu estou ficando melhor ", diz Harispe.
 
 

Experiência com cooperativa Cotrijal

Cliente:Cotrijal - Programa Ciclus
Caso:Semeadura de milho em taixa variada
Ano:2015
Chaves:Mapa de produtividade - Semeadura variável Milho
Rastreabilidade da Semeadura

Cotrijal Cooperativa Agropecuária e Industrial de Não-Me-Toque, é uma empresa que presta serviços para a agricultura, fortemente focada na incorporação de tecnologias para melhorar a eficiência do agronegócio.

Leonardo Kerber é coordenador do Programa Ciclus de Agricultura de Precisão, embasado em dois pilares: a amostragem do solo e a aplicação de corretivos, em especial, o calcário com rastreabilidade e a geração de mapas. 
Tendo feito uso dos serviços de GeoAgro e Plantec para o reconhecimento de ambientes produtivos, Leonardo faz um breve relato de sua experiência:
 
"Segue um breve relato dos trabalhos até o momento realizados com GeoAgro e Plantec:
Sobre as imagens de satélite para definição do potencial produtivo das áreas, eu considero isso um avanço em termos de tecnologia, podendo ser utilizadas para várias finalidades, tais como adubação em taxa variada, seja, no momento do plantio, correção de solo ou após do cultivo estar estabelecida (trigo, milho), tendo em vista que existe uma correlação muito grande com a produtividade real do talhão.
 
Sobre a GeoAgro, é perceptível o nível de conhecimento e a qualidade das informações geradas. É perceptível também o envolvimento para atender novas demandas no desenvolvimento de novas ferramentas para atender a necessidade do cliente. A forma de acesso aos dados é diferenciada, ou seja, é possível acessar de forma rápida e fácil os dados e também gerar relatórios e do meu ponto de vista, poder gerar e baixar as informações necessárias para posterior processamento em outros softwares é um diferencial. 
 
Sobre a Plantec, é um parceiro maduro e com grande conhecimento na área, atende na plenitude todas as solicitações e principalmente esclarece todas e quaisquer dúvidas sobre a ferramenta. A informacao de como a ferramenta pode ser usada ao nível de campo é sempre compartilhada. Devido aos mapas de produtividade, pode-se obter um relatório final onde os rendimentos são por quarto ou pode fazer a gestão de áreas, validando a tomada de decisões e com variáveis ​​de entrada críticas para continuar regulando no próximo ciclo de produção."
 
 

Imagens HD no manejo de doenças radiculares em soja

Cliente:Plantec AP
Caso:Manejo de doenças radiculares na cultura da soja
Ano:2016
Chaves:imagens de alta resolução, drones, manejo de doenças, soja

O agrônomo Fabiano Paganella, parceiro regional GeoAgro por TEK no Brasil, apresenta um caso de uso comparativo de imagens de drones e RapidEye para detectar áreas com morte de plantas de soja em reboleira por problemas de raiz.
Nesta área com 120 ha de soja, apresentava 10% da área de manchas com morte em reboleira causadas por undos de solo como Rizoctonia spp e Fusarium spp e na maioria das manchas ocorre a presença de nematóides Pratylenchus spp em
quantidade bem superior as áreas sadias.
 
As imagens com drones no visível e a imagem de satélite de alta resolução com NDVI permitem manter o histórico da localização das áreas com problema.
 
Comentários:
  • O trabalho de locação das manchas ainda é manual.  
  • A perspectiva é que as manchas sejam amostradas e monitoradas nas próximas safras
  • O controle será feito utilizando corretivos para aumento do pH, adição de adubo orgânico e controle biológico.
 
 

Agricultura de Precisão en Tapejara

Cliente:Sementes Bee - Tapejara
Caso:Implementação Solução AP em milho
Ano:2015
Chaves:Semeadura e adubação variável - Milho

A solução AP de Plantec e GeoAgro é um apoio a tomada de decisão orientada a implementação de tecnologias de gestão agronômicas para melhorar a eficiência e rentabilidade do processo de produção.

Este relatório é o resultado da implementação da Solução AP num estabelecimento localizado na área de Tapejara, Rio Grande do Sul. Mostra a monitorização do ciclo produtivo através de diferentes mapas:

1) Índices verdes: mapas são obtidos do processamento de imagens históricas de satélite. Eles representam um "instantâneo" da cultura em um determinado momento. Eles também são usados ​​para o monitoramento do corrente ano.

2) Mapa de produtividade: neste mapa representa-se com diferentes cores a produtividade que tiveram historicamente as diferentes zonas de um lote. Serve para identificar a variabilidade ambiental intra-lote, planificar amostragens dirigidas de solo ou para fazer prescrições e aplicações variáveis de insumos.

3) Mapas de semeadura e adubação variável: a partir do reconhecimento de ambientes intralote, decisões de gestão variáveis ​​são tomadas através da atribuição de uma quantidade diferente de produto para cada área, de acordo com o seu potencial. Neste caso, para um milho cortá-la é feita de densidade variável que planta sementes e taxa variável fertilização MAP.

4) Mapas de colheita: representam o resultado do ciclo de produção, e são fundamentais para avaliar a eficácia da tomada de decisão.

Em diferentes instâncias do ciclo de produção com uma solução de AP são extraídos diretamente relatórios de monitorização e controlo pela equipe. É muita informação, mas sendo apresentadas de mapas, análise e interpretação é fornecido.

Por ter mapas de produtividade, um relatório final onde os rendimentos são por quarto ou gestão de áreas são avaliadas é feito, validando a tomada de decisões e como variáveis ​​de entrada críticos para continuar a regular no próximo ciclo de produção.