Mapa de Produtividade

You are here

 

Neste mapa representa-se com diferentes cores a produtividade que tiveram historicamente as diferentes zonas de um loteEssa “história” obtém-se graças à análise de imagens de satélite de anos anteriores, que são selecionadas  specialmente, de acordo com as datas-chaves. As tonalidades azuis mais escuras identificam áreas de maior produtividade, os esverdeados delimitam zonas de rendimentos médios e as cores mais próximas ao amarelo representam lugares de menor produção ou nula.

¿Para que me serve?
 
  • Para identificar a variabilidade ambiental intra-lote: É um mapa preliminar de ambientes, um excelente ponto de partida, de baixo custo, para delimitar e reconhecer a variabilidade dos campos. 
     
  • Para planificar amostragens dirigidas de solo: Orientar a retirada de amostras com GPS é uma metodologia cada vez mais validada e praticamente de exclusão para programar processos de agricultura de precisão. 
    As amostragens dirigidas oferecem um critério lógico e rigoroso à análise, permitindo diagnosticar os motivos da variabilidade ambiental. O mapa de produtividade é a base para localizar os pontos de amostragem, diferenciando-os por ambiente. 

     
  • Para fazer prescrições e aplicações variáveis de insumos: Muitos produtores contam com o equipamento para fazer VRT, mas não sabem como desenhar polígonos com as diferentes doses. O mapa de produtividade define esses polígonos, cujos limites vão sendo ajustados, campanha após campanha.